PUBLICIDADE

Responsive image

Wybson Carvalho

Recanto do Poeta

Será um milagre o finito de nós resistir ao infinito do tempo


Por: Edmilson Sanches|

Você sobreviverá ao túmulo? E o que o livro tem a ver com isso?

Uma é você te ruma história; outra, é a históra lhe ter

[...]

Como o sabem os médicos e biólogos --- mas não apenas eles ---, os seres humanos são finitos: nascem, vivem, morrem.

Somos os mais perfeitos (?) e complexos elementos da (ou na) Natureza,...

...somos os únicos com percepção de si mesmos,...

...somos os únicos organismos vivos que conferem sentido aos demais organismos vivos e às coisas materiais e imateriais que (n)os rodeiam e, entanto, somos seres de existência curta,...

...de escassa longevidade,...

...de pouco tempo de vida.

Enquanto isso, outros representantes do reino animal estão nadando de braçadas à frente dos humanos no oceano da vida. Há peixes -- carpas, por exemplo -- que vivem fácil mais de 220 anos.

Tubarões e lagostas sesquicentenários.

Tartarugas e baleias bicentenárias (e estas são mamíferos que nem nós...).

Ostras e moluscos de quatro séculos.

E nem se fale de certas águas-vivas (medusas), que, simplesmente, são imortais, voltam ciclicamente a ficar jovens após um tempo na maturidade, e assim vão vivendo... para sempre.

No reino vegetal, árvores de quatro milênios, como pínus, ciprestes e teixos.

E é de admirar a resistência, a duração dos pequenos, dos muuuuuuuuuuuuuuuito pequenos, os micróbios, que dominam no mínimo 80% da biomassa da Terra (os seres vivos, plantas incluídas) e vivem muito, e bote muito nisso.

Os micro-organismos são a prova de que tamanho não é documento.

Há bactérias que são quase eternas, podendo viver dezenas (há registros de centenas) de milhões de anos.

...Mas ninguém quer ser uma bactéria ultralongeva,...

...ou um fungo semieterno,...

...muito menos um vírus (i)mortal...

De qualquer maneira, fartos ou minguados em anos, os organismos vivos (ou pelo menos 99,9% deles) têm algo em comum:

...vão sumir,

...de-sa-pa-re-cer.

E cada infinitesimal molécula deles (e nossa) procurará ou formará outra estrutura.

A Ciência afirma: apenas 0,1% dos organismos terá a sorte de virar fóssil, e assim existir/resistir no tempo, embora nada assegure que o fóssil de um ser vivo ou de parte dele (animal, vegetal ou coisa e tal) seja encontrado.

Será um milagre o finito de nós resistir ao infinito do tempo. Sem fósseis, sem registros, é impossível a algo ou alguém existir na História -- pois História é a existência conhecida, contada.

* * *

O livro é o novo fóssil. Um fóssil de papel. Um fóssil que se dá a conhecer.

Livros são pequenas pirâmides de celulose e tinta que conservam o principal dos tesouros humanos: conhecimento, informações sobre a vida de algo ou alguém.

É neles, livros, que deixamos marcas, caracteres, figuras. Neles imprimimos, isto é, assumimos e revelamos a beleza e o desespero,...

...a alegria e a angústia,...

...o sentido, a sensação e o sentimento de sermos o que somos (gente) no desfrute de termos o que temos (vida).

Assim, cada livro vai-se mantendo como um seguro a mais contra o esquecimento, a perda, o sumiço, a extinção.

Rascunho de eternidade, um livro nos livra do pó. Faz-nos sobreviver ao túmulo.

Algumas pessoas permitem-se pequenos exercícios de posteridade. Seres comuns e iguais -- animais -- ante a Ciência, mas únicos e especiais -- sujeitos -- ante a História.

Seres singulares em sua pluralidade e plurais em sua singularidade.

Apesar disto, não importaria para a História o trabalho de cada um, a vida de cada um, se isto não fosse comunicado.

Pois uma coisa é você ter história; outra, é a História lhe ter.

Só há eternidade na História.

Entre outras coisas, um livro documenta histórias vividas e histórias de vidas ainda vívidas.

Evidentemente, um livro não documenta toda a história de cada ser -- não existem livros assim. Um livro com uma história de alguém é um resumo pessoal, lacônico, que apenas anuncia a pessoa, informa (o) que ela é, diz que está, comunica que chegou. Conta que existe. Conta um pouco de sua existência.

Não importa quanto tempo viva um ser: ele só será ser se se souber que ele é, ou foi. E um livro serve -- também -- para isso.

De alguma forma, ficção ou realidade, romântico ou técnico, todo livro é um livro de História.

Da pequena História de cada um na imensidão do Tempo que é de todos -- e do Tudo...


Colunas anteriores

Será um milagre o finito de nós resistir ao infinito do tempo

Por: Edmilson Sanches| Você sobreviverá ao túmulo? E o que o livro tem a ver com isso? Uma é você te ruma história; outra, é a históra lhe ter [...] Como o sabem os médicos e biólogos --- mas não apenas eles ---, os seres humanos são finitos: nascem, vivem, morrem. Somos os mais perfeitos (?) e complexos elementos da (ou na) Natureza,... ...somos os únicos com percepção de si...
Continuar lendo
Data:29/06/2020 17:56

Colégio Diocesano

Por: Edmilson Sanches| Fundado há 64 anos, em Caxias - MA Padre Francisco Damasceno... Cônego Aderson Guimarães Júnior... Irmã Zenir Alves... Monsenhor Clóvis Vidigal (que me convidou para criar um jornal em Caxias)... Padre Luiz Gonzaga Ribeiro Gonçalves... Todos esses religiosos e mais alguns estão unidos por um mesmo nome: COLÉGIO DIOCESANO, fundado no dia de hoje, 21 de junho, em 1956, com o nome de Colégio São...
Continuar lendo
Data:22/06/2020 12:51

Um pouco da história dos santos juninos e das tradições nordestinas

Santo Antônio, considerado o 'Santo Casamenteiro', é o primeiro homenageado do mês com suas trezenas (13 noites de reza, de 1º a 13 de junho). O ritual é realizado paralelamente em inúmeras Casas e Igrejas pelos devotos. Segundo uma antiga lenda, o Santo português -que teria nascido em 1195 e morrido em 13 de junho de 1231- ajuda as mulheres e homens que estão "condenados" a ficar solteiros a realizar os tão sonhados casamentos. A...
Continuar lendo
Data:15/06/2020 09:59

PUBLICIDADE

Responsive image
© Copyright 2007-2019 Noca -
O portal da credibilidade
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pelo Google:
A Política de Privacidade e Termos de serviço são aplicados.
Criado por: Desenvolvido por:
Criado por: Desenvolvido por: