PUBLICIDADE

Responsive image

Wybson Carvalho

Recanto do Poeta

Poemas impregnados em pedaços de mim


Ceticismo e crença

Eis a questão!
sal, ao pão, para a existência da matéria
doce, ao vinho, para a vida eterna do espírito.
aleluia à fé...

Autêntico

O que me é inválido
torna-me ávido a não realizá-lo...
então,
faço-me válido
ao que me há...
refém é o ser com ônus
aos interesses outros.

Peso

não há verticalidade
só o horizonte vultuoso
é ofertado pelo cunho
de ser indivíduo social.

Mãe

Paraíso da carne em sangue
de uma nova luz à vida
derramada por sobre o destino
continuado a um ventre, abnegado.

Ônus

A moeda tem dois lados:
à face, a aceitação do ser;
à coroa, se aceito, o alcançável valor.

Companheiras

As ilusões certamente se colidem
e os erros idem:
convicto, num tempo ausente, estarei.

quem sabe as ilusões existem
e o que houve é constante
sem, agora, querer terminar.

Eis que, aos enganos permanentes,
meu espírito à minha companhia
não se juntará em tempo algum.

Fuga

Estou novamente sentado
a uma outra mesa
com as costas para a rua.
eis que,
não quero o encanto
de uma nova mentira
à permanente ilusão: ser feliz.

Fim

A certeza do termino acompanha-me
como ferida sangrando
a alma do poeta.

não há mais cura.
todo o silencio envolve-me
na inflamação da cicatriz
memorável em queda.


Colunas anteriores

Poemas do meu Eu mesmo a mim!

Tua história Teu tempo, um lixo:espetáculo mudo à vil face do falecimentocaído à lama e no palco da putrefação.teu mentiroso corpo, em carne,apodrecendo imerso na cova sem paladar.Enigma editorial O verso apodrecequal verme habitante nas vísceras da fomee o poeta se faz pecado. É pois, A angústia indigestasob a ânsia do vomitoem pedaços do verboderramado ao papel. Opção Fui, sou e...
Continuar lendo
Data:23/11/2020 10:34

Poemas impregnados em pedaços de mim

Ceticismo e crença Eis a questão!sal, ao pão, para a existência da matériadoce, ao vinho, para a vida eterna do espírito.aleluia à fé... Autêntico O que me é inválidotorna-me ávido a não realizá-lo...então,faço-me válidoao que me há...refém é o ser com ônusaos interesses outros. Peso não há verticalidadesó o horizonte...
Continuar lendo
Data:16/11/2020 08:16

Outros poemas, ainda, impregnados em mim...

Bar Literalmente,um pasto abundante de iguariasservidas às almas, nele, famintasem vulnerável alegria da embriaguez e sob espetáculo do teatro possível;cenas protagonizadas por atores da fantasia,necessária. Baile de carnaval Abrem-se em liberdade as portas da vergonhae as máscaras da verdade servem como fronhasescondendo os rostos no dantesco bacanala maquiar os desgostos da fuga irreal. Um réu ao cálice de fel Os pecados que...
Continuar lendo
Data:10/11/2020 13:35

PUBLICIDADE

Responsive image
© Copyright 2007-2019 Noca -
O portal da credibilidade
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pelo Google:
A Política de Privacidade e Termos de serviço são aplicados.
Criado por: Desenvolvido por:
Criado por: Desenvolvido por: