PUBLICIDADE


81 anos da instalação da Diocese de Caxias


O motivo desta reunião especial era a instalação da Diocese de Caxias, criada no ano anterior (22 de julho de 1930) pelo Papa Pio XII.

As oito horas da manhã a solenidade começou. A autoridade máxima naquela ocasião era o mineiro Dom Carlos Carmelo de Vasconcelos Mota (1890/1982), Arcebispo do Maranhão, que presidiu a sessão. O padre Gilberto Barbosa leu em latim a Bula ‘Si qua dioceses nimia’ que criou a diocese e o padre Arthur Gonçalves a traduziu para o português, para que todos os presentes entendessem. Na época as missas eram todas realizadas em latim, língua oficial do Vaticano, tradição que durou até a década de 1960. Padre Gilberto leu ainda um decreto que nomeava Dom Carlos Mota como administrador da Diocese de Caxias até a nomeação de seu primeiro Bispo. O rito católico procedeu com agradecimentos e orações ao tempo que tocavam sons de uma orquestra presente e com o badalar dos sinos da igreja que soavam mais fortes do que nunca. No fim, foi assinada a ata solene com a assinatura das autoridades católicas e civis, e serviram de padrinhos do evento o Interventor do Maranhão, o Prefeito de Caxias e os doutores Aquiles Cruz e João Vasconcelos Martins.

Um ano depois, em maio de 1941, durante as comemorações de aniversário de instalação da Diocese de Caxias, Dom Carlos Mota retornou a Caxias para as festividades. Nessa ocasião ele fez o lançamento da pedra fundamental do Palácio Episcopal. Mas a construção da nova sede do bispado só começou anos depois.

Dom Carlos Mora foi nomeado Arcebispo de São Paulo em 1944, indo residir na capital paulista até 1964, quando foi nomeado o primeiro Arcebispo de Aparecida. O povo caxiense, em homenagem e agradecimento a esse homem católico, deu o nome do antigo Largo do Pau D’água para Praça Cardeal Mota, nome que se mantem até os dias de hoje. A praça em frente à Igreja dos Remédios passou a ser popularmente chamada de Praça da Catedral, com a elevação da centenária Igreja dos Remédios como Catedral, assim denominada o templo cristão sede de uma Diocese onde o Bispo celebra a missa.

Neste 29 de abril comemora-se 81 anos da instalação da Diocese de Caxias. Parabéns!


Colunas anteriores

13 de maio: Caxias e a luta pela abolição da escravatura

Em 13 de maio de 1888, a filha do Imperador D. Pedro II, a Princesa Isabel, que estava temporariamente ocupando a Regência no Brasil enquanto o pai estava na Europa devido a um tratamento de saúde, assinou a Lei nº 3.353 que libertava todos os negros escravizados em solo brasileiro. A Lei foi aprovada pela Câmara Geral (atual Câmara dos Deputados) e no Senado Federal no começo daquele ano. Essa lei foi resultado de anos de luta política que se deu...
Continuar lendo
Data:14/05/2021 09:24

Memória Caxias: O prédio de Alderico Machado

Firma de Alderico Machado. Imagem: Acervo Digital IBGE. Dos quatro cantos da Praça Gonçalves Dias, tem-se em cada um, um símbolo da cidade. Em um desses cantos está o imóvel que atualmente funciona sede da agencia bancária do Bando da Amazônia. Assim como diversos imóvel da cidade, esse está repleto de histórias. Mas antes que ele fosse levantado em alvenaria, muitas pessoas passaram em seu terreno no dia a dia da...
Continuar lendo
Data:06/05/2021 17:54

81 anos da instalação da Diocese de Caxias

O motivo desta reunião especial era a instalação da Diocese de Caxias, criada no ano anterior (22 de julho de 1930) pelo Papa Pio XII. As oito horas da manhã a solenidade começou. A autoridade máxima naquela ocasião era o mineiro Dom Carlos Carmelo de Vasconcelos Mota (1890/1982), Arcebispo do Maranhão, que presidiu a sessão. O padre Gilberto Barbosa leu em latim a Bula ‘Si qua dioceses nimia’ que criou a diocese e o...
Continuar lendo
Data:29/04/2021 10:21

PUBLICIDADE

Responsive image
© Copyright 2007-2019 Noca -
O portal da credibilidade
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pelo Google:
A Política de Privacidade e Termos de serviço são aplicados.
Criado por: Desenvolvido por:
Criado por: Desenvolvido por: