PUBLICIDADE

Responsive image

Wybson Carvalho

Recanto do Poeta

Naturezas


A animal,
o instinto criou o coração em mim
dividido em faces iguais -

a divina, à fé, acasalou o espírito
noutro eu aglutinado
pelas emoções diferenciadas.

qual porção é a verdade minha?

o cérebro juiz da razão
emudecido à resposta lógica
sobre eu nenhum compreendido.

Eu

Preso às circunstancias grupais
escravizo-me em inúteis fugas
alheias à unicidade.
sem encontrar abrigo individual
multiplico as buscas pelo zero
à esquerda de mim.

Caminhos

Muitas pedras num rumo certo.
seguir, em passos firmes.
final feliz, conseguir acerto.
chegar jamais, erros demais, não ir além.

Sentença

Incriminar o errado
julgando-o seu
sob o domínio.

Possesso é, pois, o réu
em submissão contínua
a calar-se ante a verdade
dita nos momentos errôneos.

Possessiva é, pois, a juíza
sem dar de si
um mínimo perdão
incriminado à condenação.

Construção em nicho

De qual nutrição se serviu a raiz,
para edificar o ser em barro?
... se, em lágrimas de sofrimento,
não basta a heterogênea mistura
de areia e cimento que arquitetam o esqueleto
na forma da armação
coberta de carne, nela, afixada
pelo molho do sangue.
é, pois, o nada, que restar do concreto
e tudo à eternidade.

Os poetas

Andarilhos sob um mesmo calvário.
anjos ou demônios terráqueos.
pretensiosos, querem adivinhar
a cor da ambiência celestial ou infernal.
inépcia, é a conclusão desse verbo escrito.

Correnteza do pranto

Em sentido único
as lágrimas escorrem
como carícias na face entristecida...

Caem ao chão onde piso
e inundam meu horizonte
imergindo os pés sob passos afogados.

Inanimado

Desde o nascimento,
existo em uma queda constante.
até agora,
mão nenhuma me levanta
da existência vazia.
o caminho da vida, que não há,
arbitra meus passos
por sobre a morte estendida.
nela, estará meu abrigo
em fúnebre eternidade.


Colunas anteriores

Um homem-poeta e sua alma em letras (três poemas)

O ser e a poesia advindos de mim Minha poesia veste-me com essência sabedora ao interior a mime emudecendo meu grito ensurdecedor à negação que há nela.é a prisão na qual sou condenado e estou a extrapolar-me liberto à ambiência alheia.é a imensidão em sal oceânico e chão cáustico, solitariamente, desértico...é a diversidade de todas minhas linguagens artísticas sem plateia...
Continuar lendo
Data:10/05/2021 17:07

Naturezas

A animal,o instinto criou o coração em mim dividido em faces iguais - a divina, à fé, acasalou o espírito noutro eu aglutinado pelas emoções diferenciadas. qual porção é a verdade minha? o cérebro juiz da razão emudecido à resposta lógicasobre eu nenhum compreendido. Eu Preso às circunstancias grupaisescravizo-me em inúteis fugasalheias à unicidade.sem encontrar abrigo...
Continuar lendo
Data:03/05/2021 14:50

Cidade, cidadão e cidadania

Homem; célula da humanidade...cidadão; célula da sociedade...o habitar social do homem é a cidade...a cidade é o palco da humanidadeno teatro com personagem e personalidadeao papel protagonista e coadjuvante à amabilidade!Meu pó à posteridade As ruas de minha cidade em mimtêm o piso com paralelepípedos feitos de tempoe eu transeunte a elas percorro-ascambaleando à procurar o barrodo qual advim desde o meu inícioe...
Continuar lendo
Data:26/04/2021 17:45

PUBLICIDADE

Responsive image
© Copyright 2007-2019 Noca -
O portal da credibilidade
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pelo Google:
A Política de Privacidade e Termos de serviço são aplicados.
Criado por: Desenvolvido por:
Criado por: Desenvolvido por: